Fale connosco
English

Nova plataforma estilo Uber faz «match» entre oferta e procura de calor em excesso na indústria

29 junho 2023

Há empresas que geram calor em excesso, e há quem procure calor para utilizar nos seus processos industriais ou mesmo para aquecer as suas casas. E agora há uma maneira de se encontrarem.

Trata-se de uma plataforma online chamada EMB3Rs - online, gratuita e user-friendly - capaz de analisar de forma integrada diferentes soluções de aproveitamento de calor residual e fazer o «match» entre quem produz e quem consome.

O projeto é liderado pelo INEGI e reúne 16 entidades de oito países europeus. Durante cerca de quatro anos a equipa esteve focada em melhorar a competitividade das indústrias com utilização intensiva de energia na Europa, com recurso a um financiamento da União Europeia de cerca de quatro milhões de euros.

Como explica Mafalda Silva, responsável pelo projeto no INEGI, "o calor residual é um subproduto resultante de processos produtivos e, muitas vezes, é libertado na atmosfera ou segue para torres de refrigeração. Mas existem tecnologias que permitem evitar este desperdício e reutilizar essa energia”.

Imaginemos, por exemplo, uma empresa do setor de produção de vidro que utiliza fornos de alta temperatura para derreter matérias-primas e moldar o vidro. Pode fazer «match» consigo mesmo e descobrir como reutilizar o calor noutros processos da mesma fábrica. Ou pode fazer «match» com um fabricante de móveis seu vizinho, que precisa de calor para secar a madeira antes do processamento, e assim rentabilizar este recurso.

"O reaproveitamento é importante para a eficiência energética e consequente rentabilidade financeira”, salienta Mafalda Silva. "Mas não só: também a nível ambiental é fundamental, já que 80% desta energia é de origem fóssil”.

Diminuir desperdício tem vantagens económicas e ambientais

A plataforma EMB3Rs visa aproximar produtores e consumidores, e apresentar as melhores soluções para recuperar, converter, transportar e reutilizar o excesso de energia térmica. Permite aos utilizadores explorar e avaliar, de forma autónoma, as soluções possíveis para rentabilizar a energia em excesso. Reduz o tempo necessário à realização de estudos de viabilidade técnica e económica, e é o recurso ideal para PMEs que tipicamente têm menores recursos para investir.

A equipa do INEGI teve um papel ativo no desenvolvimento da plataforma, tendo sido responsável por definir requisitos e modelos para a caraterização das opções de recuperação de calor e por funcionalidades centrais à simulação.

Esta plataforma foi desenvolvida no âmbito do projeto europeu do mesmo nome: EMB3Rs - User-driven Energy-Matching & Business Prospection Tool for Industrial Excess Heat/Cold Reduction, Recovery and Redistribution. O projeto, financiado pelo Programa de investigação e inovação Horizonte 2020 da União Europeia, está agora na reta final.



Páginas Relacionadas

Inovação e Transferência de Tecnologia | Indústria

Inovação e Transferência de Tecnologia | Energia e Descarbonização

Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.   Saiba mais

Compreendi