Fale connosco
English

Plataforma de testes rápidos vai reduzir o tempo e custo da produção de baterias de lítio

20 fevereiro 2024

Desenvolver uma plataforma digital de testes rápidos que substitua os ensaios físicos das baterias de lítio, reduzindo em cerca de 20% o seu tempo de produção e os custos associados. Este é o objetivo principal do FASTEST, um projeto europeu que junta 14 parceiros de oito países. O INEGI, o único associado português, lidera o desenvolvimento de um sistema de gémeos digitais (em inglês, digital twins) para a produção de baterias de lítio.

"O INEGI vai simular virtualmente o comportamento das baterias através de um sistema de gémeos digitais, que permitirá mapear e caracterizar os dados das células e dos módulos. Fará também um rastreio do fabrico”, explica Marco Rodrigues, responsável pelo projeto no INEGI.

Atualmente, detalha Marco Rodrigues, para desenvolver e comercializar baterias, os fabricantes analisam a sua segurança, desempenho, fiabilidade e vida útil de acordo com métodos padronizados que exigem tempo, equipamentos caros e uma abordagem de tentativa e erro.

O FASTEST quer simplificar este processo, através da criação de uma plataforma flexível para testes híbridos de baterias de lítio destinada a três casos de utilização diferentes: automóvel, estacionário e todo-o-terreno. Esta ferramenta terá capacidade para se adaptar a diferentes químicas, geometrias e materiais, bem como reduzir o tempo de produção de baterias em cerca de 20% e diminuir o número de ensaios físicos durante o período experimental.

"O processo de produção de baterias para um novo modelo leva cerca de três anos. O FASTEST contará com uma série de alavancas de inovação para atingir um tempo de lançamento no mercado mais curto. Estima-se que seja entre três a cinco meses, dependendo do caso de uso”, revela Marco Rodrigues.

Esta inovação, devido à utilização mais eficiente de recursos e de materiais, vai permitir uma redução do custo e do investimento associados a este procedimento. Este conceito pioneiro melhorará, ainda, a competitividade da indústria europeia de baterias em toda a cadeia de valor.

O projeto FASTEST - Fast-track hybrid testing platform for the development of battery systems é cofinanciado pela União Europeia, no âmbito do programa de Investigação e Inovação do Horizonte Europa. Os resultados do trabalho do consórcio serão conhecidos em 2026. 


Páginas relacionadas

Noticia | INEGI integra consórcio para criar sistema de armazenamento de energia inovador e apoiar rede elétrica

Notícia | BIG LEAP: um «salto» na reconfiguração de baterias e na interoperabilidade de sistemas

Noticia | INEGI é parte de esforço europeu para criar nova geração de baterias

Notícia | INEGI lidera projeto europeu para dar nova vida a baterias usadas

Notícia | INEGI obtém 2,25 M€ de financiamento europeu para tornar cadeia de valor das baterias mais sustentável

Inovação e Transferência de Tecnologia | Desenvolvimento de Produto

Inovação e Transferência de Tecnologia | Bens de equipamento

Inovação e Transferência de Tecnologia | Automóvel e Transportes

Inovação e Transferência de Tecnologia | Energias renováveis


Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.   Saiba mais

Compreendi