Fale connosco
English

General Motors, Hyundai e John Deere entre as empresas que contam com INEGI para aprofundar competências sobre adesivos estruturais

14 setembro 2020
A ligação de materiais com juntas adesivas foi o tema do curso lecionado por especialistas do INEGI que teve a sua 1ª edição no passado dia 31 de agosto. Entre os participantes contaram-se representantes de várias empresas e entidades, na sua maioria americanas, nomeadamente a General Motors, Hyundai America, Continental Structural Plastics, Fiat Chrysler Automobiles, John Deere, Dupont, General Dynamics Land Systems, Universidade de Oakland, e ainda a secção de I&D do Exército dos Estados Unidos.

Para Nate Tortorella, formando e colaborador da John Deere, este programa de formação "tratou-se de uma excelente oportunidade para aprofundar conhecimento nesta área", tendo selecionado o programa do INEGI por "já ter trabalhado com a equipa em projetos comuns, e conhecer bem as competências que detém".

Também Mary Cech, colaboradora da General Motors, deixou o seu feedback após frequentar a formação, salientando que ficou "muito satisfeita com o curso, já que aprendi muito sobre um tema que considero extremamente importante no contexto das baterias para veículos elétricos, área em que trabalho".

Lecionado por Lucas da Silva e Eduardo Marques, investigadores do INEGI, o curso teve como objetivo fornecer a base técnica necessária para o projeto bem-sucedido de juntas adesivas e baseou-se na extensa experiência do Instituto nesta matéria.

Programa de formação é feito à medida do público-alvo 

Como explica Lucas da Silva, responsável pela área de Processos Avançados de Ligação do INEGI e coordenador deste programa, "as juntas adesivas são consideradas uma tecnologia-chave, sendo cada vez mais usadas em aplicações industriais, principalmente devido à sua adaptabilidade e à capacidade de unir com segurança uma ampla gama de materiais”. 

No entanto, adianta o especialista, "a maioria dos profissionais ainda possui experiência limitada na implementação prática de juntas adesivas, e existe uma constante procura por profissionais qualificados e capazes de melhorar este processo”. 

Reconhecendo esta lacuna na indústria, este programa insere-se na modalidade de formação à medida oferecida pelo INEGI, de modo a dar resposta às necessidades específicas das empresas e dos participantes, atendendo ao contexto em que atuam e às dinâmicas do setor em que se inserem. Clique AQUI para obter mais informações.