Fale connosco
English

INEGI e INDISOL desenvolvem isoladores inteligentes para aplicação em smart grids

09 março 2021
Criar uma nova geração de isoladores inteligentes capazes de assegurar uma gestão remota e ativa do transporte e monitorização de energia, para a aplicação em smart grids (redes inteligentes de energia elétrica). Foi este o grande desafio do projeto ISOSMART, promovido pela INDISOL em parceria com o INEGI, e que se encontra agora em fase de industrialização através de um conjunto de novos produtos da empresa. 

Enquanto empresa industrial centrada na conceção, desenvolvimento e industrialização de isoladores elétricos e soluções isolantes, a INDISOL dedicou parte dos últimos anos ao desenvolvimento de aplicações especiais ligadas à automatização das redes de distribuição de energia elétrica, com vista a acompanhar o processo de modernização em curso no setor

Para desenvolver a atividade de Inovação & Desenvolvimento, a empresa tem contado com o INEGI como parceiro, que no projeto ISOSMART esteve responsável pela implementação de ferramentas e metodologias de desenvolvimento de sistemas elétricos complexos, de interfaces homem-máquina, desenvolvimento de produto e prototipagem, bem como de caracterização de matérias-primas e desenvolvimento de processos de fabrico. 

"Foram desenvolvidos novos sensores passivos e ativos de precisão para média tensão. Os sensores passivos foram desenvolvidos para permitir a calibração automática e o circuito de baixa tensão está "embebido” no próprio isolador. Os sensores ativos, a partir de um "input” de sinais analógicos, geram um conjunto de informação, passível de ser armazenada e transmitida à distância. Estes sensores foram posteriormente integrados em novos isoladores inteligentes, multifunções e multimateriais, dotados de diferentes arquiteturas internas e componentes, bem como de características técnicas e funcionais específicas, para aplicação em smart grids”, refere Ricardo Paiva, responsável pelo projeto no INEGI. 

Protótipos de isoladores inteligentes desenvolvidos no âmbito do projeto ISOSMART. 

Este progresso tecnológico permitiu o aumento da competitividade da INDISOL, que passou a estar dotada de produtos com desempenho otimizado e adaptado aos ambientes agressivos, com múltiplas funções de medida ou de acoplamento, em função das necessidades específicas e do elevado grau de precisão de medida. 

O projeto ISOSMART é cofinanciado pela União Europeia através do COMPETE 2020 (Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização), no âmbito do Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico.