Fale connosco
English

INEGI desvenda mundo da engenharia para motivar jovens do ensino secundário

27 novembro 2020
O que é o fabrico aditivo? Como é usado na indústria? Como é o dia-a-dia de um engenheiro que trabalha nesta área? Estas são algumas das dúvidas que habitualmente surgem aos jovens que nunca tiveram contacto com a realidade da engenharia industrial. Para satisfazer esta curiosidade, o INEGI vai organizar uma série de sessões online de diálogo com alunos de várias escolas portuguesas.  

A ação decorre no âmbito da iniciativa ShapiNG, um projeto europeu que visa fomentar o gosto pela ciência e tecnologia juntos de estudantes do Ensino Secundário. O INEGI integra a iniciativa, juntamente com a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).  

Como explica Luís Oliveira, responsável pelo projeto no INEGI, o objetivo é "motivar com sucesso futuros engenheiros a envergar por cursos ligados a tecnologias de fabrico aditivo, automação, e tudo que está ligado ao mundo da indústria 4.0”.  

As sessões vão contar com uma apresentação do portfólio de tecnologias de fabrico aditivo do INEGI, bem como o testemunho de engenheiros que trabalham no Instituto. Deste modo "esperamos conseguir chegar a centenas de alunos, e positivamente abrir-lhes os horizontes para novas tecnologias que não estão normalmente ao seu alcance”, acrescenta Luís Oliveira.  

Reconhecendo a dificuldade em transmitir aos jovens o entusiasmo pela ciência e tecnologia, a Comissão Europeia, através do EIT (Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia), cofinancia a atividade do ShapiNG, na forma de uma rede de entidades de I&D, universidades e empresas.  

A iniciativa visa despertar o interesse dos jovens europeus para as atividades na indústria, encorajando-os numa fase posterior a seguir uma carreira científica e técnica nesta área, contribuindo para o crescimento da mão de obra qualificada na Europa. Além de Portugal, o projeto contempla ações noutros países como Espanha, Grécia e Eslováquia.