Fale connosco
English

Dar nova vida ao desperdício é mote de novo projeto que junta INEGI e BICAFÉ

07 setembro 2021

Com o apoio especializado do INEGI, a BICAFÉ está a desenvolver uma nova bebida enriquecida com cafeína da pele de prata, aproveitando subprodutos obtidos na torrefação do grão de café. Reduzir os custos de produção, e ao mesmo tempo combater o desperdício de recursos, é o objetivo da iniciativa.

A pele de prata é um subproduto da produção de café, habitualmente descartado para a reciclagem comum. Para valorizar este recurso, "este processo linear vai transformar-se num processo circular. O resíduo deixa de o ser, e passa a servir de matéria prima para outro produto”, explica António Baptista, responsável pelo projeto no INEGI.

Para que tal seja possível, a empresa de torrefação e comercialização de café conta com o apoio do INEGI para colaborar no desenvolvimento de produto e dos sistemas produtivos relacionados, através de estudos preliminares, especificações técnicas, desenvolvimento, construção de protótipos e testes de validação.

A cargo do Instituto está o processo de obtenção dos extratos de cafeína a partir de pele de prata, recorrendo à tecnologia de ultrassons, e a criação do sistema de mistura e doseamento de cafeína nas novas cápsulas.

Para António Baptista, "a valorização dos subprodutos agroalimentares é uma necessidade do ponto de vista ambiental e da sustentabilidade, mas, mais que isso, é também uma oportunidade para criar novos produtos de valor acrescentado”.

A bebida a ser produzida pretende ser uma alternativa saudável às bebidas energéticas com e sem cafeína já existentes no mercado, e, com esta aposta, a BICAFÉ poderá posicionar-se de modo diferenciador neste setor. 

O projeto ‘U2SCoffee’, uma copromoção liderada pela BICAFÉ, é cofinanciado pelo Portugal 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. Conta também para a participação da Faculdade de Farmácia e Instituto de Ciências e Tecnologias Agrárias e Agro-Alimentares da Universidade do Porto, e o Centro para a Valorização de Resíduos da Universidade do Minho.

Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso.   Saiba mais

Compreendi