INEGI lidera projeto para reforçar produção europeia de compósitos para aplicação espacial

06-09-2019
SpaceCarbon
O projeto SpaceCarbon esteve em destaque, esta quinta-feira, na 9ª Conferência Internacional da EASN (European Aeronautics Science Network) sobre “Inovação na Aviação e no Espaço”, em Atenas (Grécia). Os investigadores do INEGI Nuno Rocha e Marta Martins conduziram a sessão sobre investigação e desenvolvimento para o espaço, totalmente dedicada a este projeto.

O SpaceCarbon está a ser desenvolvido por um consórcio europeu liderado pelo INEGI e pretende, até 2021, alavancar a capacidade europeia de produção de materiais compósitos reforçados com fibras de carbono e de materiais pré-impregnados, para aplicação em lançadores e satélites.

Para isso, segundo explicou Nuno Rocha, serão desenvolvidos e implementados à escala semi-industrial “processos de fabrico de fibras de carbono de módulo intermédio (IMCF), adequadas para aplicação em lançadores, e de fibras de carbono de alto módulo (HMCF), adequadas para aplicação em satélites; e novas formulações de pré-impregnados para futuros componentes estruturais espaciais, com alto desempenho”. Estão ainda a ser trabalhadas a capacidade de teste e validação destes materiais em condições relevantes para o espaço e a implementação do processo de pré-impregnação a uma escala semi-industrial, adequada às necessidades do setor.

Espera-se que o trabalho a desenvolver resulte em quatro subcomponentes demonstradores – dois para lançadores e dois para satélites – e na “capacitação das instalações industriais e de investigação, contribuindo para reduzir a dependência do setor espacial europeu de fontes não europeias, para o fornecimento deste tipo de materiais”.

O contributo do INEGI para o projeto, para além da coordenação em linha com o que tem sido feito nesta área, centra-se no desenvolvimento de novas formulações para pré-impregnados e no desenvolvimento do processo para obtenção de pré-impregados adequados aos exigentes requisitos materiais deste setor. Em Atenas, Marta Martins abordou em particular o tema da aplicação de materiais compósitos reforçados com fibra de carbono no setor espacial, traçando um retrato do mercado atual e das tecnológicas associadas, e apontando algumas das inovações em curso no âmbito do SpaceCarbon.

Ainda durante a mesma sessão, outras entidades parceiras apresentaram também as vertentes do projeto pelas quais estão responsáveis. Do consórcio fazem parte as empresas SGL Carbon (anteriormente FISIPE), Airbus Defence and Space, AVIO e AAC (Aerospace & Advanced Composites GmbH), e a Universidade Técnica Nacional de Atenas (NTUA). A iniciativa é cofinanciada pelo programa europeu Horizonte 2020 e teve início em 2018.

A Conferência Internacional da EASN assume-se como um dos principais eventos europeus dedicados à investigação aplicada ao setor aeroespacial. A edição deste ano foi organizada pela Associação EASN, com o apoio da Universidade de Patras e da Universidade Técnica Nacional de Atenas. Ao longo de três dias, procurou ser um fórum de divulgação e discussão das tendências atuais e futuras neste setor.

INEGI
Universidade do Porto
CONTACTOS E LOCALIZAÇÃO
Linkedin Facebook Youtube Twitter
© INEGI 2011 | Política de Privacidade