INEGI participa em projeto que pretende desenvolver a primeira impressora 3D de grande dimensão

12-06-2017
Chama-se ADIRA SLM-XL e pretende ser capaz de criar um bem de equipamento para fabrico aditivo de peças, particularmente componentes metálicos de grandes dimensões, recorrendo à tecnologia laser para o processo de união dos pós metálicos.

O projeto pretende colmatar uma falha existente no campo das tecnologias de fabrico aditivo que é apontado como o maior problema na impressão 3D de materiais metálicos: o facto dos volumes de trabalho disponíveis continuarem a ser bastante limitados, permitindo apenas a produção de peças de pequena dimensão e taxas de produção baixas.

Para tal, o ADIRA SLM-XL compromete-se a apresentar a primeira impressora 3D de grande dimensão usando um processo revolucionário de “3D Printing” – o TLM (Tiled Laser Melting) – que permite o fabrico de peças com um volume maior que o da câmara de processamento. Este processo assenta no conceito de uma divisão da área de trabalho em pequenos segmentos (Tiles) que são processados sequencialmente por uma câmara de processamento móvel.

A equipa de I&D do projeto já concluiu um sistema experimental físico, para validação dos módulos essenciais ao funcionamento da máquina de fabrico aditivo, que inclui a câmara de processamento, o sistema de venting e insuflação de gás para criar atmosfera inerte, a cuba de deposição, o sistema de deposição das camadas de pó, o doseador de pó metálico e toda a automação e controlo necessários para a integração dos sistemas.

O carácter inovador e disruptivo do equipamento em desenvolvimento valeu-lhe já uma distinção como Prémio Produto Inovação COTEC-ANI 2017, atribuído este ano, aquando do 14.º encontro Nacional de Inovação COTEC.

Para o desenvolvimento do projeto ADIRA SLM-XL reuniu-se um conjunto alargado de valências técnico-científicas complementares, através da constituição de um consórcio que inclui copromotores do sistema científico e tecnológico nacional - INEGI, Instituto Superior Técnico/ Universidade Técnica de Lisboa, Faculdade de Ciências e Tecnologia/ Universidade Nova de Lisboa - e de consultoria internacional Fraunhofer ILT -, bem como as empresas envolvidas ADIRA MFS (Promotor Líder) e Manuel Conceição Graça que possuem capacidades tecnológicas e experiência comprovadas pelo seu longo historial, respetivamente, no desenvolvimento e industrialização de equipamentos avançados e no fabrico de componentes para sectores de atividade exigentes.

As tecnologias de fabrico aditivo, também designadas “impressão 3D”, têm vindo a assumir um papel cada vez mais importante no rápido crescimento da indústria mundial. Estas tecnologias podem ser utilizadas para produzir diretamente a partir de um modelo CAD, modelos físicos, protótipos, ferramentas de produção, entre outros, nos mais diversos materiais, que podem ir dos plásticos aos metais, passando pelos materiais cerâmicos ou mesmo compósitos.

INEGI
Universidade do Porto
CONTACTOS E LOCALIZAÇÃO
Linkedin Facebook Youtube Twitter
© INEGI 2011 | Política de Privacidade | Ver mapa do Site